Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa política de privacidade e uso de cookies, onde poderá desactivar os mesmos.

OK

 

Realizou-se, no dia 7 de dezembro, no Centro de Cirurgia Experimental Avançada de Vila do Conde, o Curso Avançado de Broncologia EBUS e EUSb, promovido pela Comissão de Trabalho (CT) de Técnicas Endoscópicas da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP). Um dia intenso de formação teórica e, sobretudo, de treino prático em que um grupo de pneumologistas teve oportunidade de aperfeiçoar a técnica broncoscópica em modelo animal.


Leia aqui a entrevista do Dr. Fernando Guedes Rodrigues, coordenador da CT de Técnicas Endoscópicas da SPP e responsável por este curso.  

SPP - Quais é que foram os objetivos deste Curso Avançado de Broncologia EBUS e EUSb?

 

Dr. Fernando Guedes Rodrigues (FGR) - Este curso, dirigido a especialistas em Pneumologia com conhecimentos sólidos em broncoscopia flexível, teve como objetivo dotar os pneumologistas de um conhecimento mais aprofundado sobre a realização de ecoendoscopia no diagnóstico e estadiamento do cancro do pulmão.


SPP – Quais foram as capacidades treinadas, ao longo deste dia, no modelo animal?
FGR -
O curso teve no início uma abordagem teórica sobre as guidelines da ERS/ESGE com discussão das questões mais fraturantes, seguida de uma componente prática muito vincada com treino em modelo animal vivo. Treinaram-se técnicas de otimização do software dos processadores ecográficos, caracterização imagiológica das estruturas observadas e técnicas de punção ganglionar. Finalmente treinou-se a técnica de punção transvascular.


SPP - Como classifica, de forma global, o desempenho dos formandos?
FGR -
O desempenho foi excelente e, sobretudo, foi gratificante ver a evolução ao longo de um empenhado dia de trabalho.


SPP – Quais são as perspetivas futuras?
FGR -
Está prevista uma reedição do curso para o próximo ano, com alguns melhoramentos de acordo com a nossa aprendizagem neste primeiro curso.


Sobre a Broncologia


SPP – Qual é que é o papel da Broncologia no âmbito da Pneumologia?
FGR -
A Broncologia é uma competência que faz parte da formação básica do currículo da Pneumologia. Trata-se de uma área muito ampla que vai desde a broncoscopia flexível com a realização de lavados brônquicos, e que deve ser dominada por todos os pneumologistas, até a técnicas mais diferenciadas como a broncoscopia rígida com intervenção endobrônquica ou a ecoendoscopia, que requerem treino adicional.


SPP –Que tipo de patologia permite diagnosticar e/ou monitorizar?
FGR - A Broncologia tem um papel diagnóstico e terapêutico. É particularmente relevante no diagnóstico de patologia infeciosa pulmonar, doenças difusas do pulmão ou patologia neoplásica. Do ponto de vista terapêutico, permite a aspiração de secreções, remoção de corpos estranhos ou recanulação da via aérea quando obstruída por patologia benigna ou, mais frequentemente, maligna.

 

Acompanhe as nossas novidades.
Subscreva a Newsletter SPP

subscrever Newsletter

SOCIEDADE PORTUGUESA DE PNEUMOLOGIA | SEDE

 

geral@sppneumologia.pt

 

T. (+351) 217 962 074

F. (+351) 217 962 075

 

Rua Ivone Silva, 6 (Edifício ARCIS), 6º Esquerdo

1069-130 Lisboa

 

Horário de Funcionamento:
- Segunda a Sexta-feira
- 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h30

VER NO MAPA

DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO

 

comunicacao@sppneumologia.pt
 

T. (+351) 926 432 143 
Cátia Jorge
 

T. (+351) 917 434 115
Andreia Pinto

com o apoio de:

Grupo Medinfar
PULMONOLOGY