Este website utiliza cookies. Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos. Para mais informações consulte a nossa política de privacidade.

OK

A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu no passado mês de agosto uma Norma de Orientação Clínica para o diagnóstico e tratamento da doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) em adultos.

A DPOC é diagnosticada quando, na presença de sintomas respiratórios crónicos e persistentes e/ou exposição a fatores de risco, como tabaco, poeiras e gases inalados, é demonstrada a presença de obstrução ao débito aéreo, por alteração espirométrica (relação FEV1/FVC inferior a 0,70 após broncodilatação).

Os sintomas, o risco de exacerbações futuras e a gravidade da obstrução do débito aéreo são os parâmetros considerar na avaliação de doentes com DPOC.  Além disso, para o tratamento farmacológico a DPOC deve ser classificada de acordo com quatro categorias: A,B,C e D. Pode consultar AQUI todas as recomendações da DGS no âmbito desta patologia.

O painel de peritos na elaboração desta norma é composto por: Prof. Doutora Cristina Bárbara, coordenadora do programa nacional para as doenças respiratórias; Dra. Inês Gonçalves, pneumologista no Hospital de Santa Marta; Prof. Doutor João Cardoso, pneumologista no Hospital de Santa Marta; Dr. Miguel Guimarães, pneumologista no Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho; Dra. Paula Simão, pneumologista no ULS de Matosinhos.

Acompanhe as nossas novidades.
Subscreva a Newsletter SPP

subscrever Newsletter

Membro Parceiro de:

ERS
PULMONOLOGY
REAG
INALADORES